Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sábado, 07 de janeiro de 2017. Atualizado às 17h21.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

Governo federal

07/01/2017 - 17h04min. Alterada em 07/01 às 18h24min

Temer vem ao Rio Grande do Sul entregar ambulâncias a municípios

Das 61 ambulâncias, sete operam com motorista, enfermeiro e médico, e 54 só com motorista e técnico de enfermagem

Das 61 ambulâncias, sete operam com motorista, enfermeiro e médico, e 54 só com motorista e técnico de enfermagem


ITAMAR AGUIAR/PALÁCIO PIRATINI/JC
Em meio à crise no sistema carcerário nacional após as duas últimas chacinas em presídios no Norte do País, o presidente Michel Temer (PMDB) vem ao Rio Grande do Sul, nesta segunda-feira (9), para entregar ambulâncias a 61 municípios. Os veículos serão usados no atendimento do Serviço Móvel de urgência (Samu). A entrega será feita a partir das 10h30min, no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio, na Região Metropolitana.
Na solenidade, devem estar ainda o governador José Ivo Sartori (PMDB) e os ministros Eliseu Padilha (Casa Civil), Ricardo Barros (Saúde) e Osmar Terra (Desenvolvimento Social). 
As unidades fazem parte de um lote de 340 veículos adquiridos pelo Ministério da Saúde para serem distribuídas por todo o Brasil. Das 61 para o Estado, apenas sete são de suporte avançado que opera com motorista, um enfermeiro e um médico, e 54 são de suporte básico, com motorista e um técnico de enfermagem.
Segundo nota do Palácio Piratini, a definição das cidades seguiu critérios técnicos e solicitação prévia pelo município. As novas ambulâncias têm valores estimados de R$ 297 mil (suporte avançado) e R$ 150 mil (suporte básico).
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia