Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 31 de janeiro de 2017. Atualizado às 17h58.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Combustíveis

Alterada em 31/01 às 18h59min

Preço máximo da gasolina ao consumidor foi de quase R$ 5,00

Agência Brasil
De acordo com levantamento semanal feito pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), entre 22 a 28 de janeiro, o preço médio do litro de gasolina vendido ao consumidor no Brasil alcançou R$ 3,765. Os preços mínimo e máximo da gasolina na bomba foram, respectivamente, de R$ 3,149 e R$ 4,949.
Para o litro do etanol, foi registrado preço médio de R$ 2,929, com valor mínimo de R$ 2,259 e máximo de R$ 4,399. Já o metro cúbico do gás natural veicular (GNV) teve preço médio de R$ 2,205 na semana avaliada, com preço mínimo de R$ 1,749 e máximo de R$ 2,999. Foram pesquisados 5.679 postos brasileiros no caso da gasolina, 301 no GNV e 5.101 no etanol.
Por estados da Federação, Acre lidera o ranking dos mais altos preços de gasolina cobrados dos consumidores, com R$ 4,302 o litro, em média. Seguem-se Pará, com R$ 4,093; Rio de Janeiro (R$ 4,046); e Rondônia (R$ 4,027). Em contrapartida, Pernambuco apresentou o menor valor médio: R$ 3,501 o litro.
Em relação ao etanol, Mato Grosso e São Paulo mostram os menores preços médios cobrados na bomba, de R$ 2,743 e R$ 2,792 por litro, respectivamente. Os maiores valores médios foram encontrados em Roraima (R$ 3,800), Rio Grande do Sul (R$ 3,787) e Pará (R$ 3,766).
No caso do GNV, dos 16 estados pesquisados, Minas Gerais lidera com menor preço médio por metro cúbico, de R$ 1,999. Os maiores preços médios para o consumidor foram encontrados em Alagoas, com R$ 2,790, e Rio Grande do Sul (R$ 2,739).
Por capitais, os maiores valores médios da gasolina foram registrados em Rio Branco (AC), de R$ 4,236, com 21 postos pesquisados; e no Rio de Janeiro (RJ), R$ 4,041, em 57 postos visitados. No Recife (PE), verificou-se o preço médio mais baixo de gasolina: R$ 3,396 o litro.
Na pesquisa sobre etanol, os técnicos da ANP observaram os menores preços médios em Cuiabá (MT), de R$ 2,692, e São Paulo (R$ 2,775) por litro vendido ao consumidor final. Boa Vista (RR) foi encontrado o maior preço médio na bomba, de R$ 3,800.
Os maiores preços médios do GNV estão em Porto Alegre (RS), de R$ 2,766 o metro cúbico, e em Cuiabá (MT), de R$ 2,649. Rio de Janeiro (RJ) e São Paulo (SP), ao contrário, têm os menores valores médios praticados: R$ 1,959 e R$ 1,978, respectivamente.
A pesquisa dos preços praticados no país é publicada semanalmente pela ANP, em seu site.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia