Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 27 de janeiro de 2017. Atualizado às 16h05.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

petróleo

Alterada em 27/01 às 17h07min

Petróleo dos EUA não tomará mercados da Opep e da Rússia, diz ex-ministro russo

Ex-ministro da Energia da Rússia entre 2001 e 2004, Igor Yusufov minimizou nesta sexta-feira a preocupação de que as companhias de xisto dos Estados Unidos possam tentar usar os cortes promovidos pela Rússia e por nações do Oriente Médio para tomar fatia de mercado. Yusufov acredita que os produtores EUA não tentariam tomar mercados cruciais da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) e da Rússia, onde os preços são muito baixos para eles competirem.
"O fato é que o petróleo e o gás de xisto se saem bem em mercados que começam com certo preço", disse o ex-ministro em contato por e-mail com o Wall Street Journal. Yusufov, que agora comanda uma companhia de investimentos sediada em Moscou, a Fund Energy, disse que o mercado global pode lidar com o aumento na produção petrolífera dos EUA.
"A demanda global por combustível crescerá devido ao progresso econômico na Ásia e parcialmente na Europa", afirmou Yusufov. "Na minha opinião, há lugar para todos os produtores de petróleo e gás no mercado."
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia