Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 26 de janeiro de 2017. Atualizado às 18h05.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Empresas

Alterada em 26/01 às 19h06min

Citigroup paga multa de US$ 18 milhões por cobrança indevida a clientes

O Citigroup pagará US$ 18 milhões para acertar alegações da Securities and Exchange Commission (SEC, a comissão de valores mobiliários dos EUA) de que realizou cobranças indevidas para clientes que assessorava e também por ter perdido contratos de clientes. Uma porta-voz do banco disse apenas que o Citi estava satisfeito em resolver o caso.
A SEC afirma que pelo menos 60 mil clientes receberam cobranças excessivas de cerca de US$ 18 milhões em taxas, porque o banco cobrava taxas mais altas de alguns clientes do que as que eram negociadas. O problema teria ocorrido entre 2000 e 2015. O regulador também afirmou que o Citigroup teria perdido contratos de 83 mil contas de aconselhamento abertas entre 1990 e 2012, por isso não poderia verificar se os clientes pagavam as taxas negociadas.
O Citigroup já devolveu aos clientes algumas taxas. Algumas das contas dos clientes eram mantidas em uma joint venture com o Morgan Stanley. 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia