Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 23 de janeiro de 2017. Atualizado às 21h43.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Crédito

Notícia da edição impressa de 24/01/2017. Alterada em 23/01 às 20h51min

Demanda por crédito tem pior resultado desde 2012

Empresas de médio porte apresentaram o maior recuo, de 12%

Empresas de médio porte apresentaram o maior recuo, de 12%


JOÃO MATTOS/ARQUIVO/JC
A demanda empresarial por crédito em dezembro caiu 8,1% na comparação com novembro sem ajuste sazonal, informou ontem a Serasa Experian. Em relação ao mesmo mês de 2015, o recuo foi de 1,5%. Com mais esse resultado negativo, o indicador da Serasa Experian acumulou queda de 2,2% em 2016 ante 2015, a pior taxa desde 2012 (-5,2%).
De acordo com os economistas da instituição, pesaram negativamente para os pedidos de crédito no ano passado a baixa demanda por capital de giro, com o aprofundamento da recessão, o reduzido patamar da confiança empresarial e as taxas de juros ainda bastante elevadas. Na classificação por porte, as médias empresas tiveram maior recuo na demanda por crédito em 2016, de 12%, seguido de perto pelas grandes companhias, que registraram retração de 10,4%. As micro e pequenas empresas, no entanto, apresentaram queda bem menor no ano passado, de 1,7%.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia