Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 16 de janeiro de 2017. Atualizado às 21h39.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Negócios corporativos

Notícia da edição impressa de 17/01/2017. Alterada em 16/01 às 22h02min

Coca-Cola investirá R$ 3,2 bilhões no Brasil

A marca unificará suas três versões, apostando na cor vermelha

A marca unificará suas três versões, apostando na cor vermelha


DIVULGAÇÃO/JC
Ulisses Miranda, de São Paulo
O vice-presidente executivo global e líder global de marketing (CMO) da Coca-Cola Company, Marcos de Quinto, e o novo presidente da Coca-Cola Brasil, Henrique Braun, apresentaram a nova estratégia da marca durante coletiva de imprensa nesta segunda-feira, em São Paulo. A medida visa unificar as diferentes versões (original, Zero e Stevia), dando destaque para o vermelho em todas as latinhas. O presidente da Coca-Cola Brasil também confirmou um aumento no nível de investimentos no País, chegando a R$ 3,2 bilhões.
O valor corresponde, segundo Braun, a um aumento de 10% na média dos últimos cinco anos. "Trazemos, de novo, nosso compromisso a longo prazo com o Brasil", analisou Braun. O investimento envolve marketing, infraestrutura e equipamentos, primordialmente.
No entendimento de Quinto, as variações do produto disponibilizadas para o consumidor criavam dúvidas. A estratégia de marca única, testada em 14 países nos últimos anos, pretende aumentar as vendas - assim como ocorreu onde foi posta em prática - e acabar com as "diferentes personalidades". Na Coca Zero, prevalecia a cor preta. E na Stevia, a verde. 
Durante sua apresentação, Quinto ainda destacou as mudanças que o sal, a gordura e o açúcar acarretam. "E nós, da Coca-Cola Company, em todo nosso portfólio, dispomos de opções com zero açúcar e sem calorias."
Com a estratégia, a empresa pretende ajudar as pessoas a encontrarem a Coca-Cola que desejam beber de forma mais prática. "Vamos garantir bons resultados de negócio, ao mesmo tempo em que atendemos à demanda daqueles que querem equilibrar o consumo de açúcar. E a distribuição vai fazer toda a diferença. Hoje, as versões zero açúcar e Stevia e 50% menos açúcares não têm uma distribuição tão grande no mercado quanto a que a gente verá dentro dessa estratégia. Com o aumento da distribuição das três versões da marca Coca-Cola em 50%, vamos ter nos pontos de venda todas as opções", garantiu Braun.
As embalagens redesenhadas estarão nos mercados até fevereiro.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia