Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 08 de janeiro de 2017. Atualizado às 20h22.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

empresas

08/01/2017 - 20h35min. Alterada em 08/01 às 21h25min

Apple corta bônus do executivo-chefe Tim Cook pelo não cumprimento de metas

Cook recebeu US$ 8,75 milhões em bônus em 2016, abaixo dos US$ 10,3 milhões de 2015

Cook recebeu US$ 8,75 milhões em bônus em 2016, abaixo dos US$ 10,3 milhões de 2015


JUSTIN SULLIVAN/AFP/JC
A Apple Inc. informou que seu executivo-chefe, Tim Cook, e outros do comando da companhia receberam menos bônus em 2016, já que a Apple não atingiu suas metas de receita e lucro para o ano. Segundo documentação regulatória desta sexta-feira (6), a empresa disse que suas vendas anuais de US$ 215,6 bilhões ficaram 3,7% abaixo da meta de US$ 223,6 bilhões e que a receita operacional de US$ 50 bilhões ficou 0,5% abaixo da meta de US$ 60,3 bilhões.
Como resultado, os executivos não receberam todo seu bônus potencial. Nos quatro anos anteriores, eles conseguiram o máximo previsto. No total, Cook recebeu US$ 8,75 milhões no total em bônus em 2016, abaixo dos US$ 10,3 milhões de 2015. Outros executivos também ganharam menos.
No ano passado, a Apple lidou pela primeira vez com uma fraqueza prolongada nas suas vendas de iPhone. O smartphone representa 63% da receita anual da Apple, mas o crescimento no mercado desacelerou e os hábitos de compra dos consumidores têm mudado. A Apple disse que vendeu 45,5 milhões de iPhones em seu quarto trimestre fiscal, 2,5 milhões a menos que em igual período do ano anterior.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia