Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sábado, 07 de janeiro de 2017. Atualizado às 14h46.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Estados Unidos

Alterada em 07/01 às 15h48min

Membro do Fed defende política de juros baixos após a crise financeira nos EUA

O governador do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano), Jerome Powell, defendeu, neste sábado (7), a política do órgão de manter as taxas de juros de curto prazo muito baixas desde a crise financeira, afirmando que a decisão ajudou a economia dos EUA a se recuperar gradualmente.
Em declarações feitas durante uma reunião da American Economic Association, em Chicago, Powell disse que as políticas de taxa de juros quase zero do banco central "apoiaram um progresso lento, mas estável, para o pleno emprego e preços estáveis, fatores importantes para a estabilidade financeira". Ele acrescentou: "De fato, com as medidas tomadas, o sistema financeiro dos EUA é muito mais forte do que antes da crise".
Funcionários do Fed votaram unanimemente no mês passado para elevar sua taxa de referência dos fundos federais em 0,25 ponto percentual para um intervalo entre 0,50% e 0,75%. Foi o primeiro aumento de taxa de curto prazo desde dezembro de 2015, quando as autoridades elevaram os juros que estavam próximos de zero, onde permaneceram desde a crise financeira.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia