Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 29 de janeiro de 2017. Atualizado às 18h15.

Jornal do Comércio

Colunas

COMENTAR | CORRIGIR
José A. V. da Cunha

Intervalo

Notícia da edição impressa de 30/01/2017. Alterada em 29/01 às 19h17min

Como se consome a mídia

Trabalho realizado ao longo do ano passado e revelado agora no começo deste mostra tendências de consumo de mídia

Trabalho realizado ao longo do ano passado e revelado agora no começo deste mostra tendências de consumo de mídia


COLETIVA/DIVULGAÇÃO/JC
Um bom termômetro do que está acontecendo com o negócio da Comunicação no País é levantado pela Pesquisa Brasileira de Mídia (PBM), realizado anualmente a pedido da Secom do governo federal. O trabalho realizado ao longo do ano passado e revelado agora no começo deste mostra tendências de consumo de mídia. Como esta: no período, cresceu de 10% para 30% a fatia de leitores que prioriza as versões digitais de jornais, seja por meio de computadores, tablets ou smartphones. Isto repercutiu no hábito de ler notícias, já que hoje 66% preferem as edições em papel, enquanto em 2015 eram 79%
A PBM mostrou que 67% dos brasileiros não leem notícias em qualquer plataforma, seja impressa ou digital, frente a 76% em 2015. Apenas 8% disseram ler as publicações todos os dias, um ponto percentual a mais do que no ano anterior. Um dado importante é o que mostra que embora 49% dos entrevistados tenham a internet como um dos dois principais meios pelos quais procuram informações, sites, blogs e redes sociais são tidos como pouco confiáveis pela população. Jornais, TVs e rádios lideram no quesito, como se pode ver na tabela. 
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia