Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 15 de janeiro de 2017. Atualizado às 21h31.

Jornal do Comércio

Colunas

COMENTAR | CORRIGIR
Fernando Albrecht

Começo de Conversa

Notícia da edição impressa de 16/01/2017. Alterada em 15/01 às 21h24min

Eu sou o Centro

Ana Paula Rodrigues, garçonete

Ana Paula Rodrigues, garçonete


JONATHAN HECKLER/JC
Olá! Meu nome é Centro Histórico de Porto Alegre, mas meus amigos me chamam de Centro. Embora eu não tenha mais o charme do passado - as más companhias me estragaram - ainda dou um caldo, como se diz por aí. Entre os artistas, de rua tenho o excelente conjunto de choro "Naquele Tempo" (gruponaqueletempo@gmail.com) e cafeterias charmosas, como o Café À Brasileira, na rua Uruguai, um tiquinho assim da Rua da Praia. Aceita um docinho de Ana Paula?

Centro de Convenções

A construção de um centro de convenções em Porto Alegre ganhou status de prioridade da gestão do prefeito Nelson Marchezan Júnior (PSDB). A garantia foi dada pelo secretário municipal do Desenvolvimento, Ricardo Gomes (PP), para as diversas entidades que lutam pelo espaço para eventos. Há duas áreas em estudo, uma próxima à Arena do Grêmio e outra após o Trensurb, ao longo da BR-116.

A fila não anda

Uma fila de candidatos a delatores aguarda a oficialização dos acordos de delação premiada e leniência fechados entre a Odebrecht e procuradores da Lava Jato, suspensas desde dezembro. Dá para imaginar uma fila com distribuição de senhas. Lá pelas tantas, um procurador grita "ficha um!", enquanto que um delator berra "não empurra", e um terceiro reclama que estão furando a fila.

Um olho lá, outro cá

O deputado federal gaúcho Onyx Lorenzoni (DEM) começa a trabalhar para erguer a candidatura do senador Ronaldo Caiado (DEM-GO) à presidência da República, reforçada por alianças possíveis. A informação é do jornalista Carlos Brickman (chumbogordo.com). Aduz que o deputado gaúcho mira o Palácio Piratini, o que garantiria palanque para Caiado por aqui.

Qualificação médica

A oferta irregular de programas de pós-graduação lato sensu para qualificação médica, também chamados de semirresidências, é uma notícia repudiada pela Associação Médica do Rio Grande do Sul (Amrigs). O diretor da entidade, Jorge Utaliz Guimarães Silveira, afirma que este tipo de formação não pode ser disponibilizado aos profissionais de saúde. "É uma desagradável surpresa", comentou.

Tiro ao alvo

Existe a facção Bala na Cara, que tem como inimiga a facção dissidente Anti-Bala, cuja missão já está na marca, e não seria de admirar se aparecesse a Anti-Anti-Bala na Cara. Nós só gostaríamos de não ser tábua de tiro ao alvo.

Luta desigual

Conflitos de etnias começam a se intensificar. Não faz muito, um senegalês e dois índios brigaram pelo ponto no Brique da Redenção. O africano pulava bem, mas, em desvantagem numérica, levou a pior e teve danos sérios na orelha.

Economia de mercado

O Crime S.A. tem seus métodos de persuasão para quem não quer negociar com ele. Um morador de rua do Viaduto da Borges de Medeiros que não quis trabalhar para ajudar nos assaltos levou um cacete federal. Hoje, ele é flanelinha longe dali. Se alguém tiver boas práticas de gestão para ajudar nos assaltos, ganha até
R$ 100,00 por dia dos caras.

Do 8 ao 80

Leitor foi a um supermercado comprar um gel de barbear da Gillette. Preço marcado na gôndola: R$ 25,80. Achou um exagero e foi em outra rede. O mesmo produto estava por R$ 9,80, obviamente preço muito baixo - a não ser que a rede tenha entrado no ramo da benemerência. Então chegamos ao ponto do erro para cima e erro para baixo. Durma-se.

Miúdas

  • NOVA ameaça: alguns malabaristas nas sinaleiras usam pedras de bom tamanho como forma de intimidação.
  • PREOCUPAÇÃO com casos de violência contra jornalistas: aumento de 17,52% em 2016.
  • DICA de economia da Rio Grande Energia (RGE): geladeira muito vazia gasta energia mais que a cheia; o ar frio escapa mais fácil.
  • GAÚCHO que estava em estação de trens em Osaka, Japão, descobriu que lá se vende Água da Pedra da Fruki.
  • PARA um fim de semana com a debandada para o Litoral, até que houve muito movimento na Capital.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia