Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 08 de fevereiro de 2017. Atualizado às 19h19.

Jornal do Comércio

JC Logística

COMENTAR | CORRIGIR

Opinião

Notícia da edição impressa de 09/02/2017. Alterada em 08/02 às 20h18min

Evolução constante em soluções Voice quebra paradigmas e conquista mercado

Fernando Colletti
É fato que soluções operadas por voz estão cada vez mais comuns, tanto no uso pessoal quanto profissional. No uso cotidiano, finalmente o consumidor percebeu a vantagem de realizar atividades do seu dia a dia sem precisar ocupar mãos e olhos, uma das principais vantagens de qualquer tecnologia voice. O sucesso é tão grande que o Gartner estima que em 2020, 30% das sessões de navegação na web serão executadas por algum assistente via voz (Siri ou Alexa, por exemplo). Se para o Gartner nós iremos falar mais com bots do que com nossos familiares em 2020, como anda o uso corporativo dessas soluções?
Começando sua trajetória um pouco mais cedo no meio corporativo, as soluções de voz voltadas para a indústria e comércio estão disponíveis desde meados da década de 1990, chegando no Brasil em 2003. Presente principalmente em verticais como a de logística de varejo, as soluções de voz apresentaram aos gestores uma possibilidade de aumento de produtividade por meio de uma operação mais efetiva, com maior controle e assertividade, tudo isso sem gerar grandes impactos de implantação. As aplicações de mercado que usam voz normalmente trabalham com um software que "conversa" com o colaborador, passando tarefas e recebendo respostas sobre o que já foi completado, gerando um canal de comunicação com os trabalhadores, e mais, tudo isso podendo ser acompanhado de perto por seu gestor.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia