Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 30 de dezembro de 2016. Atualizado às 10h23.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

Governo Federal

Notícia da edição impressa de 30/12/2016. Alterada em 29/12 às 22h35min

Em balanço, Temer ignora quedas de ministros

Michel Temer

Michel Temer


AFP/JC
Em balanço de final de ano, o presidente Michel Temer (PMDB) ignorou, nesta quinta-feira, as denúncias de irregularidades contra integrantes do governo federal e a queda de seis ministros em pouco mais de sete meses desde que assumiu o Palácio do Planalto.
No pronunciamento, o peemedebista não lembrou, por exemplo, da saída de Geddel Vieira Lima (PMDB) da Secretaria de Governo, após ser acusado de atuar por interesses próprios; ou da delação premiada de um ex-executivo da Odebrecht, a qual teve como desfecho a queda do assessor presidencial José Yunes, amigo pessoal do presidente.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
RUI SCHUMANN 30/12/2016 10h33min
COMEÇOU ERRADO, INADMISSÍVEL INSTALAR UM GOVERNO SÓLIDO E COESO COM MINISTROS SUSPEITOS DE CORRUPÇÃO...