Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 29 de dezembro de 2016. Atualizado às 17h39.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

funcionalismo

Alterada em 29/12 às 18h41min

Governo do Estado paga mais R$ 700,00 e completa folha de 65% dos servidores

O Governo do Estado anunciou que devem cair na conta dos servidores públicos até o fim desta quinta-feira (29) mais R$ 700,00. Junto ao que já foi depositado até a manhã de hoje, o valor quita o pagamento dos servidores vinculados ao Poder Executivo que têm rendimento líquido de até R$ 2.960,00, que representam 65% da folha de pagamento do Estado.
O dinheiro para esse novo depósito veio da arrecadação do IPVA 2017 e da disponibilidade do caixa único. O recurso de R$ 102 milhões foi disponibilizado pela Secretaria da Fazenda.
Além de iniciar o pagamento da folha de dezembro com um depósito de até R$ 2.260,00 para cada uma das 344 mil matrículas, o Estado também repassou a primeira parcela do 13º salário, que será parcelado em 12 vezes.
Por determinação do governador José Ivo Sartori, será encaminhado projeto de lei à Assembleia Legislativa estabelecendo uma correção nos mesmos índices da caderneta de poupança para as próximas parcelas do 13º salário. A gratificação natalina será paga sempre no último dia útil de cada mês.
O Governo prevê quitar a folha até o próximo dia 13 de janeiro, de acordo com o ingresso da arrecadação neste período. Para a próxima terça-feira (3) está programado o pagamento integral dos salários dos servidores vinculados às fundações. São cerca de 5.200 trabalhadores regidos pela CLT (Consolidação das Leis do Trabalho), o que representa um repasse de R$ 35 milhões, que recebem sempre no segundo dia útil do mês.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia