Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 03 de janeiro de 2017. Atualizado às 15h59.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

Prefeitura de Porto Alegre

Notícia da edição impressa de 30/12/2016. Alterada em 30/12 às 10h19min

Secretariado de Marchezan já conta com três políticos

Lideranças dos partidos SD, PTB, PP e Novo compareceram ao anúncio

Lideranças dos partidos SD, PTB, PP e Novo compareceram ao anúncio


MARCO QUINTANA/JC
Juliana Mastrascusa, especial para o JC
O prefeito eleito Nelson Marchezan Júnior (PSDB) anunciou, na tarde desta quinta-feira, mais quatro secretários que integrarão o primeiro escalão do Executivo. Com a proposta de reestruturação apresentada pelo tucano, a prefeitura passa de 37 para 15 pastas. Até o momento, 10 já tiveram seus comandos divulgados. Segundo o eleito, a gestão tomará posse no domingo com a equipe incompleta.
Os nomes anunciados por Marchezan assumirão pastas ainda inexistentes, pois o projeto da reforma não foi aprovado pelo Legislativo ainda. Até a apreciação dos vereadores, os secretários serão nomeados em pastas já existentes. Serão mantidos interinamente 18 secretários e adjuntos que atualmente estão nas estruturas.
Elizandro Sabino (PTB), que iria assumir a presidência da Câmara de Porto Alegre em 2017, foi anunciado como secretário de Infraestrutura e Mobilidade Urbana. Sabino é o terceiro nome político decretado pelo tucano, e o primeiro indicado pelo PTB para uma vaga.
O atual vereador é formando em Direito e atuou na defesa da criança e do adolescente na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Também foi conselheiro tutelar por seis anos. Sabino teve passagem pela secretaria municipal de Obras e Viação (Smov) e Departamento Municipal de Habitação (Demhab).
A secretaria de Infraestrutura e Mobilidade Urbana será responsável pelas estruturas da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) e Carris. O anúncio da diretoria da EPTC é uma das expectativas dos aliados de Marchezan. Por enquanto, o prefeito eleito solicitou que o diretor de informações da empresa, Marcelo Soletti, permaneça no comando do órgão.
Além de Sabino, outro nome político anunciado foi o de Kevin Kriger (PP), que deixou de concorrer à reeleição na Câmara para comandar a campanha de Marchezan ao Paço Municipal. Krieger assumirá a pasta de Relações Institucionais, que terá atuação transversal no governo. O presidente do PP em Porto Alegre será o responsável pela comunicação do Executivo com a Câmara, imprensa e setores organizados da sociedade.
O PP já havia sido anunciado para comandar a pasta de Desenvolvimento Econômico, com Ricardo Gomes. 
Entre os nomes técnicos divulgados por Marchezan está a defensora-geral do Estado, Maria de Fátima Záchia Paludo, que estará à frente da secretaria de Desenvolvimento Social. Com a reforma proposta pela nova gestão, a pasta será responsável pelos trabalhos da Fundação de Assistência Social e Cidadania (Fasc) e pelo Departamento Municipal de Habitação (Demhab), e aglutina as antigas secretarias de Acessibilidade, Direitos Humanos, Esportes, Trabalho e Juventude.
Segundo Marchezan, a área será a prioridade da nova gestão, olhando para "as pessoas que mais precisam". Maria de Fátima defendeu uma mudança na atuação dos abrigos na Capital. "Muitas vezes não se quer ir para o abrigo porque não podem levar o seu cachorrinho. Então temos que repensar isso", explicou a nova secretária.
A adjunta de Desenvolvimento Social será a administradora Denise Ries Russo. Maria de Fátima e Denise são as primeiras mulheres anunciadas para o governo de Marchezan.
Também foi anunciado o secretário de Parcerias Estratégicas, Bruno Vanuzzi, e seu adjunto Fernando Dutra. Vanuzzi é procurador do Estado e especialista em parcerias público-privadas e concessões, área de atuação da pasta. Dutra é formado em Relações Internacionais e consultor sênior da KPMG no Brasil.
Durante a apresentação, prevaleceu na fala dos políticos o discurso de mudança para a Capital. "Esta reestruturação que a gente vai fazer servirá de exemplo para outros prefeitos que assumirem o desafio de mudar os rumos da sua cidade", almeja Marchezan.
O prefeito eleito destacou ainda a organização do Banco de Talentos formado pela nova administração, que reúne currículos para cargos em comissão da prefeitura. "Isso não exclui partidos, isso não exclui lideranças políticas, isso só direciona essas lideranças na convocação", afirmou.
Vereadores e lideranças do SD, PTB, PP e Novo compareceram ao anúncio.
pageitem_29_12_16_21_23_38_pg_16.jpg
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
ANA 03/01/2017 15h23min
QUAL É O CONHECIMENTO TÉCNICO QUE UM CARA COMO ELIZANDRO SABINO TEM PARA ASSUMIR A SECRETARIA DE INFRAESTRUTURA E MOBILIDADE URBANA?