Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 23 de dezembro de 2016. Atualizado às 10h56.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA

23/12/2016 - 11h59min. Alterada em 23/12 às 12h00min

Tarciso Flecha Negra abre mão de vaga e Edu Olivera assumirá vaga de Jardel na Assembleia

Tarciso decidiu permanecer na Câmara de vereadores da Capital

Tarciso decidiu permanecer na Câmara de vereadores da Capital


JOÃO MATTOS/ARQUIVO/JC
Não haverá substituição de atacantes na bancada do PSD na Assembleia Legislativa. Em nota divulgada nesta quinta-feira (23), o vereador Tarciso Flecha Negra anunciou que não irá assumir a vaga do deputado Mário Jardel, cassado ontem por quebra de decoro parlamentar.
Primeiro suplente do PSD na Assembleia, Tarciso decidiu permanecer na Câmara Municipal de Porto Alegre, onde atua há três mandatos. "Vou honrar o voto dos eleitores porto-alegrenses que confiaram a renovação do meu cargo como vereador desta capital, para o mandato 2017-2020", afirmou em nota.
No lugar, deve ser empossado Edu Oliveira, segundo suplente do partido, e atual  vice-prefeito de Santana do Livramento. Eduardo Rafael Viera Olivera, tem 40 anos e atuou no Governo de José Ivo Sartori como secretário estadual de Modernização Administrativa e dos Recursos Humanos. Se afastou do governo para disputar este ano a prefeitura de Livramento, terminando a eleição em quinto lugar, com 5.546 votos.
O anúncio da perda de mandato de Jardel foi publicado hoje no Diário Oficial da Assembleia Legislativa. Após o recesso parlamentar, Olivera deve ser convocado para o cargo.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia