Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 12 de dezembro de 2016. Atualizado às 12h45.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

Governo Federal

Alterada em 12/12 às 13h49min

Temer toma café da manhã com Aécio Neves e Aloysio Nunes no Jaburu

Em meio aos avanços nas negociações sobre o ingresso do PSDB no núcleo duro do governo, o presidente Michel Temer tomou café da manhã nesta segunda-feira (12) com o presidente da legenda, senador Aécio Neves (MG), e com o líder do governo no Senado, Aloysio Nunes (PSDB-SP).
O encontro ocorreu no palácio do Jaburu horas depois de Temer ter se reunido na tarde deste domingo (11) com o líder do PSDB na Câmara, Antônio Imbassahy (BA), cotado para assumir o cargo de Secretário do Governo, no lugar do ex-ministro Geddel Vieira Lima.
De acordo com integrantes da cúpula do PSDB, o nome de Imbassahy é fruto de um acordo interno em que foram consultados integrantes da bancada do Senado e da Câmara, governadores da legenda e o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso.
A indicação do tucano foi alvo de forte contestação por parte de integrantes da bancada do PMDB da Câmara que reivindicam a vaga e por parte dos integrantes do Centrão - que vêm na escolha uma interferência do Palácio do Planalto na disputa pela Presidência da Câmara.
A confirmação do nome de Imbassahy pode fazer com que a bancada do PSDB apoie a reeleição de Rodrigo Maia (DEM-RJ) para o comando da Casa. O deputado fluminense conta com o "sinal verde" do governo para tentar permanecer no posto, após o mandato tampão que expira no próximo mês de fevereiro.
Em meio ao "vai e vem" da indicação de Imbassahy, o senador Aloysio Nunes chegou a cobrar publicamente na última sexta-feira (9) o Planalto por uma definição. "Acho importante o governo prover logo esse cargo. O nome do Imbassahy recebendo flechadas de todos os lados é muito ruim para ele. Ele não merece. Essa situação, de vai ou não vai, é ruim", afirmou Nunes.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia