Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 01 de janeiro de 2017. Atualizado às 21h54.

Jornal do Comércio

Opinião

COMENTAR | CORRIGIR

editorial

Notícia da edição impressa de 02/01/2017. Alterada em 01/01 às 22h55min

Para muitos, 2016 foi um ano para ser esquecido

O procrastinado ano de 2016, finalmente, terminou. E isso aconteceu para alívio de milhões de brasileiros, cansados pelas más notícias sucessivas, desde aquelas nas áreas políticas e chegando às páginas policiais, pela corrupção deslavada que envergonhou o País.
Por outro lado, houve combate ferrenho contra os desmandos nas áreas públicas, com a conivente e deplorável participação de grandes empreiteiras e pessoas que, antes, eram tidas acima de quaisquer suspeitas, até mesmo pelo seu alto poder aquisitivo e padrão de vida, sem necessidade de praticarem falcatruas, como fizeram.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia