Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 28 de dezembro de 2016. Atualizado às 19h43.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

Colômbia

Alterada em 28/12 às 20h44min

Colômbia aprova lei de anistia e abre caminho para acordo de paz com as Farc

O Congresso colombiano aprovou uma lei de anistia, nesta quarta-feira, superando o último obstáculo burocrático antes de o governo começar a implementar seu acordo de paz com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) no próximo ano.
A lei dá aos tribunais colombianos a habilidade de perdoar guerrilheiros por supostos crimes - como rebelião -, ao passo em que os militantes iniciam a transição do status de insurgentes para membros de partidos políticos.
Os que forem considerados culpados de crimes de guerra, sequestros e recrutamento de crianças para servir a guerrilha não serão elegíveis para a anistia. Críticos do governo, no entanto, alertam que a lei se iguala à impunidade e que deve falhar no combate à violência após meio século de conflito armado.
Cerca de 14 mil guerrilheiros compareceram aos locais de entrega de armamentos como parte do acordo de paz, mas autoridades afirmam que houve problemas na construção dos pontos de entrega.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia