Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 28 de dezembro de 2016. Atualizado às 14h45.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

Uruguai

Alterada em 28/12 às 15h49min

Gregorio Álvarez, último ditador do Uruguai, morre aos 91 anos

O general Gregorio Álvarez, o último presidente do regime militar do Uruguai, morreu nesta quarta-feira aos 91 anos. A morte foi confirmada pelo hospital das Forças Armadas.
Álvarez participou do golpe militar que dissolveu o Congresso em 1973 e se tornou chefe das Forças Armadas em 1978, chegando ao poder em 1981. Ele concordou em se retirar do poder em benefício de um político civil em 1984.
Durante a ditadura no Uruguai, centenas de militantes de esquerda foram presos e torturados pelo governo.
Em 2009, ele foi condenado a 25 a 25 anos de cadeia por sua responsabilidade na morte ou desaparecimento de 37 uruguaios que voltavam da Argentina após uma operação de repressão aos grupos de esquerda que ficou conhecido como" Operação Condor".
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia