Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 11 de dezembro de 2016. Atualizado às 21h55.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

Estados Unidos

Notícia da edição impressa de 12/12/2016. Alterada em 11/12 às 22h52min

Alegação de que Rússia ajudou na eleição é 'ridícula', diz Trump

O presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou, em uma entrevista exclusiva ao canal Fox News, que as alegações de que a Rússia interferiu na eleição norte-americana para impulsionar sua candidatura são "ridículas", descrevendo o caso como outra "desculpa" dos democratas para explicar sua vitória. "É apenas outra desculpa. Eu não acredito", disse.
O republicano reforçou sua promessa de que irá impor uma tarifa de 35% sobre negócios que moverem empregos para o exterior e disse que a redução de impostos e regulações irá prevenir as empresas de sair dos EUA. Ele falou ainda sobre o processo de escolha da equipe de seu governo, defendendo sua decisão em favor de vários generais do Exército para cargos importantes.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia