Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 06 de dezembro de 2016. Atualizado às 21h37.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

Alemanha

Notícia da edição impressa de 07/12/2016. Alterada em 06/12 às 22h38min

Merkel poderá concorrer a 4º mandato

Líder alemã disse que vestimenta muçulmana deveria ser proibida 'onde quer que seja legalmente possível'

Líder alemã disse que vestimenta muçulmana deveria ser proibida 'onde quer que seja legalmente possível'


PATRIK STOLLARZ/AFP/JC
A chanceler Angela Merkel conquistou um novo mandato para liderar o partido conservador da Alemanha, principal legenda do país, após reiterar uma posição mais dura sobre a imigração e sua intenção de prevenir uma repetição do grande influxo de imigrantes do ano passado, quando ela desagradou eleitores conservadores ao receber mais de um milhão de refugiados.
Merkel concorreu sem oposição na votação da União Democrática Cristã (CDU), se posicionando assim para tentar concorrer a um quarto mandato como chanceler do país. Ela teve 89,5% dos delegados, pouco menos do que os 96,7% da votação feita dois anos atrás. A votação aconteceu após um discurso em que ela demonstrou um tom fortemente mais conservador, afirmando a membros do partido que ela pretende conter o influxo de imigrantes e acelerar as deportações.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia