Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sábado, 31 de dezembro de 2016. Atualizado às 19h09.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

réveillon

31/12/2016 - 15h33min. Alterada em 31/12 às 20h09min

Países reforçam segurança para comemoração da virada

Na Opera House, em Sidney, os cantores Prince e David Bowie, que viveu na cidade, foram lembrados

Na Opera House, em Sidney, os cantores Prince e David Bowie, que viveu na cidade, foram lembrados


SAEED KHAN/AFP
Na virada do ano, a Austrália homenageou alguns artistas, como o Prince e o David Bowie - que viveu em Sydney por cerca de dez anos. As 7 toneladas de fogos de artifício lançadas a partir do porto também incluiram um momento a "Willy Wonka", em homenagem a Gene Wilder.
Cerca de 1,5 milhão de pessoas compareceram ao porto para as festividades. Um adicional de 2 mil policiais bloqueou certas áreas de pedestres, após os ataques terroristas em Berlim e em Nice, na França.
Em Berlim, que acolhe a maior festa ao ar livre da véspera de Ano Novo na Alemanha, nas proximidades do emblemático portão de Brandemburgo, a segurança, como nos anos anteriores, é reforçada neste sábado, com a polícia checando as bolsas daqueles que chegam à zona da festa. Autoridades alemãs também ampliaram a presença policial em cidades principais.
A segurança também foi reforçada nas principais cidades da Turquia. Em Istambul, 17 mil policiais foram colocados em serviço, sendo que alguns deles estão camuflados de Papai Noel e outros de vendedores de rua. Ancara e Istambul foram alvos de ataques com bombas neste ano, que mataram mais de 180 pessoas.
Na China, residentes de Pequim e Xangai vão enfrentar limitações no Ano Novo, em razão da segurança, citam os meios de comunicação do país. Autoridades anunciaram nesta semana que não haverá celebrações na área conhecida por Bund, em Xangai. Além disso, a venda e o uso de fogos de artifício na área central de Xangai não serão permitidos. Mais de 30 pessoas morreram nos últimos 30 anos em função de acidentes no local.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia