Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 29 de dezembro de 2016. Atualizado às 21h33.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

Segurança pública

Notícia da edição impressa de 30/12/2016. Alterada em 29/12 às 21h28min

Governo do Rio Grande do Sul anuncia recursos para dois novos presídios

Sartori participou da formatura de brigadianos, foi vaiado e saiu sem falar com a imprensa

Sartori participou da formatura de brigadianos, foi vaiado e saiu sem falar com a imprensa


PALÁCIO PIRATINI/JC
O governo do Estado confirmou que pelo menos duas novas prisões devem ser construídas em 2017, a partir do aporte de R$ 65 milhões da União para investimentos no sistema prisional. Do total, R$ 32 milhões vão para erguer duas cadeias públicas em Rio Grande e São Leopoldo, com capacidade para pelo menos 280 detentos cada. O anúncio foi feito nesta quinta-feira, durante formatura de 166 novos policiais, na Academia de Polícia Militar, em Porto Alegre.
O valor restante deve ser investido em melhorias para a reestruturação do sistema carcerário. O aporte é parte da liberação de R$ 800 milhões pelo Fundo Penitenciário Nacional, na quarta-feira, destinado em especial à construção de novas penitenciárias no País. Trata-se da primeira parcela de um montante de R$ 1,2 bilhão.
O secretário de Segurança, Cezar Schirmer, afirmou, durante o anúncio, que os recursos vêm "na hora certa". "Desde que assumi, afirmo que nossa prioridade é reestruturar as casas prisionais e dar melhores condições de trabalho aos servidores. Iniciaremos os trâmites burocráticos assim que ocorrer a liberação dos recursos", assegurou.
Ontem, a Brigada Militar realizou a formatura de 166 novos soldados, primeira parte dos aprovados em concurso homologado em 2014. São 159 policiais aptos para atuação já nos próximos dias, e outros sete que fizeram o curso por meio de liminar e aguardam definição judicial para a nomeação.
Segundo o governo, a estimativa é que, em 2017, mais de 2.500 novos policiais reforcem a segurança nas ruas. Presente à cerimônia, o governador José Ivo Sartori retirou-se sem falar com a imprensa, após ser vaiado em seu pronunciamento.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia