Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 29 de dezembro de 2016. Atualizado às 10h28.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

investigação

Alterada em 29/12 às 11h30min

Polícia Federal caça 'Oito Odiados' dos Correios

A Polícia Federal realiza nesta quinta-feira (29) uma operação cujo objetivo é desarticular uma quadrilha responsável por causar prejuízo de aproximadamente R$ 600 mil aos Correios por conta de roubos mercadorias. O prejuízo refere-se apenas ao segundo semestre de 2016. O nome da operação é uma alusão ao número de integrantes originais da quadrilha desbaratada e o nome de um filme do gênero Western.
Segundo a PF, a missão dos policiais em campo é realizar buscas e apreensões em 9 diferentes endereços, todos no DF, relacionados com a organização criminosa investigada pelo setor da instituição especializado em combate aos crimes contra o patrimônio.
Até o momento, cerca 80 policiais envolvidos na ação já conseguiram realizar a prisão de 6 integrantes da organização criminosa. A operação conta com o apoio de policiais lotados no Comando de Operações Táticas da PF, unidade de elite da PF, e da Coordenação de Aviação Operacional da Polícia Federal por conta da alta periculosidade dos alvos.
Além de integrantes da quadrilha responsáveis pelos assaltos, a PF mira também os receptadores das 15 cargas roubadas pelo bando. Em alguns casos monitorados pelos policiais, as mercadorias chegaram a ser adquiridas por quase metade do valor de mercado dos produtos.
Em novembro passado, dois integrantes do bando já haviam sido presos, um deles pela PM do DF e outro por equipes da PF. Ambos os presos foram reconhecidos por funcionários dos Correios que foram mantidos como reféns em assaltos. A violência dos criminosos era tão grande que os sindicatos de trabalhadores dos Correios chegaram a cogitar uma greve da categoria.
O nome da operação é uma referência à coincidência no número de integrantes originais da quadrilha desbaratada e o nome de um filme do gênero Western.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia