Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 05 de dezembro de 2016. Atualizado às 13h32.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

clima

Alterada em 05/12 às 14h34min

Vendaval deixa capital catarinense em situação de emergência

Agência Brasil
A cidade de Florianópolis ainda está em situação de emergência, decretada nesse domingo (4) pelo prefeito César Souza Junior. A capital catarinense foi atingida por ventos que chegaram a 118 quilômetros por hora na noite de sábado (3) e madrugada de ontem. Segundo a prefeitura, o vendaval é o maior ocorrido nos últimos dez anos na cidade.
A Defesa Civil do município registrou cerca de 135 quedas de árvores, um deslizamento de terra na Rua da Represa, no Morro do Quilombo, e vários destelhamentos de casas. O sul da ilha está entre os bairros mais prejudicados. A expectativa da prefeitura é que a normalização da cidade possa levar até dez dias.
A causa da ventania, segundo o Centro de Informações de Recursos Ambientais e de Hidrometeorologia de Santa Catarina (Epagri/Ciram), foi a ação de um ciclone (sistema de baixa pressão) na área oceânica, próximo ao litoral de Santa Catarina. O fenômeno climático "manteve o vento de sudeste e sul, intenso e persistente, deixando o mar muito agitado".
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia