Porto Alegre, sábado, 24 de dezembro de 2016. Atualizado às 13h31.

Jornal do Comércio

Galeria de imagens

Novos tumultos entre BM e servidores marcam manifestações contra pacote

No quarto dia de votação do pacote de reestruturação do Estado, enviado à Assembleia Legislativa pelo governador José Ivo Sartori (PMDB), servidores públicos que se manifestavam na Praça da Matriz, do lado de fora do Parlamento, foram novamente atingidos com bombas de gás lacrimogêneo, laçadas pela Brigada Militar (BM), que cerca o local. Até o fim da tarde da quinta-feira (22), houve pelo menos sete momentos de confronto entre a BM e servidores de várias categorias, principalmente da Superintendência de Serviços Penitenciários (Susepe) e da CEEE. Foi o dia com mais conflitos. Entre os projetos do pacote que ainda não foram votados estão o que retira a obrigatoriedade de plebiscito para privatizar CEEE, Sulgás e CRM (Companhia Rio-grandense de Mineração); e o que limita as horas extras dos agentes penitenciários.
 

FOTO CLAITON DORNELLES/JC
24/12/2016 - 13h55min