Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 30 de dezembro de 2016. Atualizado às 19h08.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

inter

30/12/2016 - 20h07min. Alterada em 30/12 às 20h13min

Presidente do Inter rejeita 'faxina' no elenco, mas confirma empréstimos

Marcelo Medeiros rejeitou nesta sexta-feira fazer uma "faxina" no grupo

Marcelo Medeiros rejeitou nesta sexta-feira fazer uma "faxina" no grupo


CLAITON DORNELLES/JC
Apesar do rebaixamento para a Série B do Campeonato Brasileiro, o Internacional não fará uma grande reestruturação do seu elenco. Novo presidente do clube, eleito como opositor da diretoria que estava no Beira-Rio nos últimos anos, Marcelo Medeiros rejeitou nesta sexta-feira fazer uma "faxina" no grupo.
Questionado sobre essa possibilidade em entrevista à Rádio Gaúcha, disse que acha "faxina" uma "palavra pesada" e explicou: "O Inter tem que fazer avaliação e buscar um grupo que tenha equilíbrio. Analisando o mercado, o grupo do Inter não era para estar na condição que estamos e ter os resultados que tivemos. Acho que com criatividade e informação podemos dar uma nova cara a esse grupo. O importante é que com a nova comissão técnica o grupo seja bem treinado".
Ele não quis comentar as especulações que indicam que Anderson pode ser vendido para o exterior, argumentando que não trata de "individualidades", mas admitiu que o clube vive momento financeiro complicado - Anderson tem um dos maiores salários do elenco.
"A situação financeira preocupa. Essa semana o assunto das contas do clube veio a público com as manifestações dos dirigentes que estão deixando o clube. Estamos fazendo uma blitz na área financeira. Temos que ter uma gestão austera, porque é isso que a torcida exige, que não se faça mais aventuras", afirmou.
Medeiros também confirmou que dois jogadores devem ser emprestados para o Vitória: o zagueiro Alan Costa, que fez só cinco jogos como titular no Campeonato Brasileiro, e o lateral-esquerdo Geferson, que caiu muito de rendimento depois de disputar a Copa América de 2015 com a seleção brasileira.
Vitinho, que estava no Beira-Rio emprestado pelo CSKA Moscou deve voltar à Rússia e já não faz parte dos planos do técnico Antônio Carlos. Por enquanto, o Inter já contratou o Roberson, que trabalhava com o novo treinador no Juventude. Do clube de Caxias do Sul também deve chegar o zagueiro Klaus. Além disso, D'Alessandro volta após empréstimo ao River Plate.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia