Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 29 de dezembro de 2016. Atualizado às 21h33.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Chapecoense

Notícia da edição impressa de 30/12/2016. Alterada em 29/12 às 22h34min

Um mês após acidente aéreo, clube se reergue aos poucos

Torcedor vestido como mascote do time (c) simboliza uma nova Chape

Torcedor vestido como mascote do time (c) simboliza uma nova Chape


DOUGLAS MAGNO/AFP/JC
O dia 29 de novembro de 2016 entrou, de forma negativa, para a história do futebol mundial. A queda do avião que levava a delegação da Chapecoense para sua primeira final internacional completou um mês nesta quinta-feira. Tanto o time catarinense como os sobreviventes lutam para seguir em frente, e ainda existem questões referentes ao acidente a serem respondidas.
Uma das poucas certezas que se têm a respeito da tragédia que deixou 71 mortos e apenas seis sobreviventes é o fato de que o voo tinha irregularidades e não deveria ter sido aprovado pelas autoridades de aviação bolivianas. A companhia aérea LaMia foi acusada de realizar trajetos com combustível abaixo do que a lei define.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia