Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 11 de dezembro de 2016. Atualizado às 18h45.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

campeonato brasileiro

Alterada em 11/12 às 19h46min

São Paulo 'mostra serviço' para Ceni e goleia Santa Cruz no último jogo do ano

Sem pretensões no último jogo da temporada, o São Paulo goleou o já rebaixado Santa Cruz por 5 a 0, neste domingo, e mostrou serviço para o agora técnico Rogério Ceni, que comandará a equipe tricolor em 2017. O time paulista - classificado para a próxima edição da Copa Sul-Americana - fechou sua campanha no Brasileirão com 52 pontos, na décima posição na tabela.
A garotada deixou o seu cartão de visitas no Pacaembu. David Neres, titular, e Luiz Araújo ganharam chance na despedida do São Paulo da temporada e conseguiram mostrar bom futebol. A bola passeou pelos pés de Neres, acionado diversas vezes pelos companheiros no setor ofensivo, durante todo o primeiro tempo. Em jogada trabalhada pela esquerda, o garoto de 19 anos recebeu de Chávez e, de primeira, abriu o placar no Pacaembu logo no primeiro minuto de partida.
A ida de Buffarini para a lateral esquerda, a pedido de Ceni para Pintado, também surtiu efeito. Se no ataque o São Paulo encontrava espaços para trabalhar a bola, na defesa também dava liberdade para o adversário. Nas costas de Maicon, Bruno Moraes ficou cara a cara com Denis e finalizou para fora, deixando o empate escapar. Mas o susto passou rápido.
Quando o São Paulo parecia perder um pouco a intensidade, Gilberto encontrou o segundo gol tricolor aos 30 minutos. O atacante recebeu de Maicon na intermediária, girou e arriscou de longe no canto direito do goleiro Miller, com sucesso. Revelado nas categorias de base do Santa Cruz, o jogador evitou festa como demonstração de respeito. A criação continuou, mas a ansiedade atrapalhava os são-paulinos na definição das jogadas. Ninguém escondia a ansiedade para mostrar serviço no derradeiro jogo da temporada.
Aos 45 minutos, o São Paulo sofreu uma baixa importante para a segunda etapa. Cueva, que já tinha levado um amarelo por reclamação, levou o segundo cartão após um choque com Derley na área. O árbitro interpretou o lance como simulação e expulsou o peruano. Restou ao time tricolor se reorganizar para minimizar os efeitos de jogar com um homem a menos em campo.
O Santa Cruz voltou do intervalo determinado a diminuir a diferença no placar, mas o São Paulo impôs sua superioridade diante do dono da segunda pior campanha do Brasileirão e buscou mais um gol em um contra-ataque de Chávez. O argentino brigou até o fim com a zaga e, aos 12 minutos do segundo tempo, deixou sua marca ao encobrir o goleiro Miller.
O artilheiro da equipe na competição assumiu o protagonismo no segundo tempo. Em passe de Luiz Araújo, que saiu do banco de reservas, Chávez acertou um chute no ângulo, aos 27, e decretou a goleada no Pacaembu. A tranquilidade era tamanha que o goleiro Leo - que jamais atuou em uma partida oficial - entrou no lugar de Denis e ainda recebeu a faixa de capitão da equipe.
Sem pressão, a garotada encontrou espaço para a brincadeira. Foi assim que Luiz Araújo disparou entre os marcadores, driblou e finalizou com força, deixando o placar ainda mais elástico aos 36 minutos do segundo tempo. Foi só administrar até o apito final.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia