Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 29 de dezembro de 2016. Atualizado às 16h48.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

mercado financeiro

Alterada em 29/12 às 17h50min

Ouro fecha em alta em Nova Iorque, impulsionado por dólar mais fraco

O contrato futuro de ouro fechou em alta nesta quinta-feira  pela quarta sessão consecutiva, influenciado por um dólar menos forte ante seus principais rivais.
O ouro para fevereiro, negociado na Comex, a divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex), fechou em alta de 1,51%, a US$ 1.158,10 por onça-troy.
O dólar mais fraco impulsionou os preços do metal precioso. Como o ouro é cotado na moeda americana, fica mais barato quando a divisa dos EUA recua, o que facilita sua compra por investidores que não operam em dólar.
Os investidores aguardam sinais de como o ouro irá se comportar em 2017. A velocidade nos aumentos das taxas de juros dos EUA pelo Federal Reserve (Fed, o banco central americano) e o potencial impacto das políticas promovidas pelo presidente eleito do país, Donald Trump, podem influenciar nos preços do metal.
Além disso, eleições na França e na Alemanha podem pesar sobre o metal caso partidos populistas vençam e aumentem a incerteza política na zona do euro. Segundo alguns analistas, esse cenário poderia ser otimista para o ouro. 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia