Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 28 de dezembro de 2016. Atualizado às 19h03.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

mercado financeiro

Alterada em 28/12 às 20h04min

Bolsas fecham em baixa em Nova Iorque com dado negativo e tensão diplomática EUA-Israel

As bolsas de Nova Iorque fecharam em queda na sessão desta quarta-feira (28), com o Dow Jones se afastando da marca psicológica dos 20 mil pontos. Um dado negativo da economia americana, o acirramento das tensões diplomáticas entre EUA e Israel e uma queda nas ações de empresas dos setores de tecnologia e de finanças influenciaram os mercados acionários americanos hoje.
O índice Dow Jones encerrou o dia em queda de 0,56%, aos 19.833,68 pontos. Já o S&P 500 recuou 0,84%, aos 2.249,92 pontos, enquanto o Nasdaq caiu 0,89%, aos 5.438,56 pontos. Mesmo com a queda na sessão de hoje, o Dow Jones está próximo de encerrar o ano com 14% de alta em relação ao ano passado, enquanto o S&P 500 deve ter valorização de aproximadamente 10%.
Com a sessão marcada por um baixo volume de negociações, as bolsas americanas responderam ao dado da Associação Nacional de Corretores (NAR, na sigla em inglês), que informou que as vendas pendentes de imóveis caíram 2,5% em novembro. A estimativa dos analistas era de alta de 0,5%. As tensões diplomáticas entre EUA e Israel, que se intensificaram hoje após um discurso do secretário de Estado americano, John Kerry, também pressionaram os mercados acionários americanos.
O setor financeiro liderou as perdas nesta quarta-feira. Após a vitória de Donald Trump nas eleições presidenciais americanas, os papéis de bancos registraram fortes altas e lideraram os ganhos. Hoje, no entanto, o Goldman Sachs caiu 0,38%, o JPMorgan recuou 0,72%, o Citibank perdeu 1,72% e o Morgan Stanley teve baixa de 1,16%.
Outro setor que recuou foi o de tecnologia. A Nvidia, que acumula ganhos de 250% neste ano, fechou em queda de 6,88%, abandonando as dez sessões consecutivas de alta. Outras empresas do setor fecharam em forte queda hoje: a Apple recuou 0,43%, o Facebook teve baixa de 0,92%, o Google perdeu 0,66% e a Netflix caiu 1,92%.
A Disney também fechou em queda hoje e chegou a liderar as perdas no início da sessão. O movimento ocorreu um dia após a morte da atriz Carrie Fisher, que participava da nova trilogia de filmes da franquia Star Wars.
Já em relação ao setor de energia, os investidores estão cautelosos com as empresas ligadas ao setor, apesar dos preços do petróleo terem tido leve alta hoje. "O petróleo ainda é algo que precisamos estar atentos" mesmo que sua influência tenha diminuído neste fim de ano, disse Mitul Patel, chefe de taxas de juros da Henderson Global Investors. Nesta quarta, a Chevron caiu 0,26% e a ExxonMobil recuou 0,50%.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia