Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 27 de dezembro de 2016. Atualizado às 08h49.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

mercado financeiro

Alterada em 27/12 às 09h51min

Sem condutor para negócios, taxas de juros futuros rondam estabilidade

Tanto o dólar como os juros futuros rondavam há pouco a estabilidade, sem um condutor para os negócios, refletindo mais um dia de pouca liquidez e agenda fraca, faltando pouco para terminar 2016. O dólar abriu em alta, seguindo o movimento visto ante outras moedas emergentes, mas perdeu fôlego e chegou a cair. Um operador de câmbio observou que foi identificado fluxo cambial capaz de afetar a formação de preços.
Às 9h30min, o DI para janeiro de 2018 exibia 11,58%, de 11,57% no ajuste anterior. O DI para janeiro de 2019 estava em 11,08%, na mínima e mesma taxa do ajuste de ontem, enquanto o vencimento para janeiro de 2021 exibia 11,39%. O dólar à vista caía 0,02%, a R$ 3,2763. O dólar para janeiro caía 0,15%, a R$ 3,2790.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia