Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sábado, 24 de dezembro de 2016. Atualizado às 09h31.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Mercado Financeiro

Alterada em 24/12 às 10h34min

Autoridades chinesas intensificam fiscalização de gestores de fundos e corretoras

O órgão regulador de valores mobiliários da China está intensificando a fiscalização de gestores de fundos e corretoras depois que um escândalo na corretora Sealand Securities expôs práticas arriscadas no setor.
Em uma coletiva de imprensa nesta sexta-feira (23), o porta-voz do órgão, Zhang Xiaojun usou uma linguagem anormalmente forte para advertir gestores de fundos que "se desviaram severamente da ética" e tornaram-se "ratos deixados de lado pelo mercado".
No mesmo horário, a comissão soltou um depoimento em seu site apontando cinco corretoras que têm regras de compliance frouxas.
As corretoras chinesas usaram alavancagem para impulsionar o mercado de juros local, que dobrou de tamanho nos últimos três anos. Porém, na semana passada, os investidores começaram a vender os títulos, levando os juros para níveis recordes e disseminando preocupações de potenciais quebras de pequenas empresas.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia