Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 22 de dezembro de 2016. Atualizado às 11h55.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Conjuntura

Brasileiros estimam inflação de 9,1% para os próximos 12 meses, diz FGV

Agência Brasil
Os consumidores brasileiros acreditam que os próximos 12 meses acumularão uma taxa de inflação de 9,1%, segundo levantamento de dezembro da Fundação Getulio Vargas (FGV). Esse é o segundo mês consecutivo em que o resultado fica estatisticamente estável, já que a estimativa de novembro apontava para uma taxa de 9,2%, segundos os consumidores.

Em dezembro do ano passado, a taxa havia ficado em 11%, segundo a FGV.

Entre as faixas de renda pesquisadas, a expectativa de inflação aumentou apenas para aqueles com renda entre R$ 2.100 e R$ 4.800, ao passar de 9,3% para 9,8%. Nas outras três faixas de renda (menos de R$ 2.800, entre R$ 4.800 e R$ 9.600 e acima de R$ 9.600), a expectativa caiu.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia