Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 21 de dezembro de 2016. Atualizado às 18h10.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Mercado Financeiro

Alterada em 21/12 às 19h13min

Andrade Gutierrez faz caixa com venda de ações da Sanepar

A venda de boa parte das ações da Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar) detidas pela Andrade Gutierrez no âmbito da oferta de ações da estatal paranaense não significa que o grupo deixa de ter interesse no segmento de saneamento, afirmou Joel Musman, gerente de projetos da AG Investimentos responsável por desenvolver negócios e investimentos justamente nesse setor. Segundo ele, a venda dos papéis, há muito planejada, agora também foi estimulada pela necessidade de recursos para o grupo fazer frente às suas obrigações no âmbito da Lava Jato. Mas a empresa segue avaliando oportunidades no setor.
Musman citou que a empresa participou do procedimento de manifestação de interesse (PMI) para elaboração de estudos técnicos destinados à universalização do esgotamento sanitário em Mato Grosso do Sul e também esteve presente no processo de concessão em Montes Claros (MG), suspenso após decisão do Tribunal de Contas de Minas Gerais.
Ele avaliou, porém, que o setor está em ritmo lento no desenvolvimento de concessões, com poucas Parcerias Público-Privadas (PPP) que efetivamente deram certo. De qualquer forma, o executivo destacou que a intenção da Andrade Gutierrez seria entrar na concessão e realizar os investimentos necessários e os ajustes operacionais para tornar a operação eficiente e então vender a participação, preferencialmente realizando a abertura de capital - a exemplo do que na prática foi feito com a Sanepar, que até agora possuía baixa liquidez da Bolsa.
Questionado sobre potenciais perspectivas de negócios, Musman negou interesse na CAB Ambiental, mas admitiu avaliar a Companhia Estadual de Águas e Esgotos dório de Janeiro (Cedae), uma empresa que o grupo avalia desde 2012, disse. Ele vislumbra, porém, que o governo enfrentará dificuldades para conseguir realizar a privatização da companhia, conforme previsto do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI), do governo federal. "Não vai ser fácil", disse.
A oferta de ações da Sanepar incluiu uma oferta primária e secundária, sendo que a Andrade Gutierrez Concessões obteve R$ 93,8 milhões com a venda de cerca de 10 milhões de ações, conforme informações apresentadas no prospecto da operação. Adicionalmente, a AG também participa na Dominó Holdings, que vendeu 41.730.014 ações, proporcionando cerca de R$ 390 milhões. Com a operação a Andrade Gutierrez deixou de deter participação direta na Sanepar, mas a Dominó segue com 9,7%.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia