Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Economia

- Publicada em 20 de Dezembro de 2016 às 19:53

Bolsas fecham em alta em Nova Iorque, com Dow Jones e Nasdaq renovando recordes

Agência Estado
As bolsas de Nova Iorque fecharam em alta nesta terça-feira, 20, influenciadas pelo setor financeiro e pelo industrial. Os índices Dow Jones e Nasdaq renovaram seus recordes de fechamento - com o Dow Jones próximo dos 20 mil pontos e o Nasdaq batendo máximas históricas intraday.
As bolsas de Nova Iorque fecharam em alta nesta terça-feira, 20, influenciadas pelo setor financeiro e pelo industrial. Os índices Dow Jones e Nasdaq renovaram seus recordes de fechamento - com o Dow Jones próximo dos 20 mil pontos e o Nasdaq batendo máximas históricas intraday.
O índice Dow Jones encerrou o dia em alta de 0,46%, aos 19.974,62 pontos. Já o S&P 500 avançou 0,36%, aos 2.270,76 pontos, enquanto o Nasdaq subiu 0,49%, aos 5.483,94 pontos.
As bolsas americanas estão subindo há seis semanas consecutivas, impulsionadas por expectativas de que o presidente eleito dos EUA, Donald Trump, adote políticas que impulsionem a inflação e o crescimento econômico. Os investidores também esperam que Trump flexibilize a carga tributária das companhias americanas - perspectiva que fez com que ações do setor financeiro e industrial avançassem desde a vitória do bilionário nas eleições americanas. O Goldman Sachs subiu 1,69%; o Morgan Stanley teve alta de 1,55%; o Bank of America ganhou 0,93% e o JPMorgan teve avanço de 1,28%.
"Nós estamos no período de lua de mel, e o mercado irá continuar o rali até o dia da posse de Trump", disse Michael Arone, estrategista-chefe de investimentos do State Street Global Advisors. Ao mesmo tempo, outros investidores analisam com "cautela" a proximidade do índice Dow Jones dos 20 mil pontos. Segundo Yousef Abbasi, estrategista de mercados globais do JonesTrading Institutional Services, seu sentimento é de preocupação porque o sentimento se tornou "muito otimista".
A TripAdvisor foi um dos destaques desta terça-feira. A empresa anunciou um acordo para adicionar o inventário de hotéis da Expedia à sua ferramenta de reserva instantânea. Com isso, as ações da empresa registraram fortes ganhos, chegando a ficar acima dos 7% durante a sessão, e fecharam em alta de 5,05%.
O setor de biotecnologia também subiu, ajudando o índice Nasdaq a renovar recorde intraday, aos 5.489,47 pontos, pouco após a abertura das bolsas. As ações da Conatus Pharmaceuticals dispararam 139,29% após a empresa anunciar um acordo de colaboração e licenciamento para tratamento do fígado com a Novartis. Pelo acordo, a Conatus, que é uma pequena companhia do setor farmacêutico, vai receber, entre outros pagamentos, US$ 50 milhões antecipadamente. A Biomarin avançou 0,71% e a Celgene ganhou 2,42%.
No setor de tecnologia, notícias corporativas mexeram com as ações das empresas. A Apple disse que avalia a possibilidade de fabricar parte de seus produtos na Índia, segundo informações do Wall Street Journal. Já o Facebook foi acusado pela União Europeia de fornecer "informações incorretas ou enganosas" para investigadores responsáveis pela análise da compra do aplicativo WhatsApp, em 2014. A Apple fechou em alta de 0,25% e o Facebook recuou 0,14% nesta terça-feira.
Conteúdo Publicitário
Leia também
Comentários CORRIGIR TEXTO