Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 20 de dezembro de 2016. Atualizado às 08h00.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Mercado Financeiro

20/12/2016 - 09h01min. Alterada em 20/12 às 09h04min

Petróleo opera em alta moderada, em sessão de pouca liquidez antes do Natal

Os futuros de petróleo operam em alta moderada, numa sessão de liquidez reduzida antes do feriado de Natal. Às 8h49min (de Brasília), o petróleo tipo Brent para entrega em fevereiro subia 0,51% na IntercontinentalExchange (ICE), a US$ 55,20 por barril, enquanto o WTI para o mesmo mês, contrato mais líquido na New York Mercantile Exchange (Nymex), avançava 0,17%, a US$ 53,15 por barril. O WTI para janeiro, que vence no fim dos negócios de hoje, tinha alta de 0,15%, a US$ 52,20 por barril.
Como a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) só começará a reduzir sua produção a partir de janeiro, o fator que vinha direcionando os mercados nos últimos três meses perdeu força, levando a maioria dos analistas a prever que os preços do petróleo deverão ficar no intervalo de US$ 50 a US$ 55 por barril até a virada do ano.
No fim de novembro, a Opep fechou um pacto para cortar sua produção conjunta em 1,2 milhão de barris por dia. Posteriormente, países que não pertencem ao cartel, como a Rússia, concordaram em reduzir sua produção diária em mais 558 mil barris.
Para Bjarne Scheildrop, do banco sueco SEB, o avanço dos preços era inevitável, mas a reação será um forte fluxo de nova produção de óleo de xisto nos EUA durante o primeiro semestre de 2017. Schieldrop também prevê que os estoques globais de petróleo continuarão elevados na primeira metade do próximo ano.
Mais tarde, às 19h30min (de Brasília), os investidores vão acompanhar a pesquisa semanal da associação de refinarias conhecida como American Petroleum Institute (API) sobre estoques de petróleo, gasolina e destilados dos EUA. Amanhã, será divulgado o levantamento oficial sobre estoques, do Departamento de Energia (DoE, na sigla em inglês) norte-americano.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia