Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 14 de dezembro de 2016. Atualizado às 16h05.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Mercado Financeiro

Alterada em 14/12 às 17h10min

Ouro fecha em alta antes da decisão de juros do Federal Reserve nos EUA

O contrato futuro de ouro fechou em alta na sessão desta quarta-feira (14) influenciado por dados da economia norte-americana que ficaram abaixo do esperado no dia da decisão do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA) sobre uma possível elevação nas taxas de juros do país. Um dólar mais fraco também ajudou os preços do metal a se firmarem em alta.
O ouro para fevereiro avançou 0,40%, para US$ 1.163,70 a onça-troy, na Comex, a divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex).
Dados divulgados nesta quarta influenciaram uma maior cautela no mercado antes da decisão do Fed sobre aumentar os juros ser divulgada. As vendas no varejo subiram 0,1% em novembro ante outubro, abaixo da previsão dos analistas, de alta de 0,3%. A produção industrial americana recuou 0,4% em novembro ante o mês anterior, acima da projeção de queda de 0,2%. Já os estoques das empresas caíram 0,2% em outubro ante setembro, como já era esperado pelos analistas.
Alguns investidores acreditam que os recentes dados da economia americana podem reforçar o argumento para que o Fed adote uma maior lentidão nos próximos anos em relação a elevações nos juros. "O mercado está olhando para os dados e ponderando que o Fed pode ser mais gradual no ritmo de elevações nesse ambiente, uma vez que indicadores importantes da economia estão tropeçando", disse Bart Melek, diretor de pesquisa de commodities da TD Securities.
A perspectiva de aperto monetário por parte do Fed costuma penalizar os preços do ouro, já que os investidores costumam migrar para ativos cujo retorno fica maior quando os juros sobem, como é o caso dos Treasuries.
O dólar mais fraco também influenciou os preços do ouro nesta quarta. A divisa americana recuou ante seus principais rivais na sessão desta data, também refletindo uma espera sobre a decisão do Fed. O ouro costuma cair quando o dólar sobe, já que o metal é cotado na divisa dos EUA e fica mais caro quando a moeda americana sobe. 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia