Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 14 de dezembro de 2016. Atualizado às 07h10.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Mercado Financeiro

14/12/2016 - 08h12min. Alterada em 14/12 às 08h12min

Bolsa de Tóquio fecha estável, com investidores à espera da decisão do Fed

A Bolsa de Tóquio fechou praticamente estável nesta quarta-feira (14), com os investidores se mantendo às margens dos negócios à espera da decisão de juros do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA).
O índice Nikkei registrou alta apenas marginal na capital japonesa, de 0,02%, encerrando o dia a 19.253,61 pontos.
O pregão em Tóquio foi marcado por cautela antes do anúncio do Fed, que mais tarde deverá elevar juros pela primeira vez desde dezembro do ano passado, segundo a grande maioria dos analistas, após concluir reunião de política monetária iniciada ontem. Há expectativa também de que o BC americano sinalize quantas vezes mais poderá aumentar as taxas ao longo do próximo ano.
O Fed anuncia a decisão às 17h (de Brasília) e sua presidente, Janet Yellen, fala em coletiva a partir das 17h30min.
Apesar da estabilidade do Nikkei, as montadoras subiram hoje na bolsa japonesa, após a chamada pesquisa Tankan do Banco do Japão (BoJ, na sigla em inglês) mostrar que o sentimento das empresas do país melhorou pela primeira vez em um ano e meio no quarto trimestre.
O BoJ atribuiu o avanço na pesquisa à desvalorização do iene frente ao dólar desde a inesperada vitória do republicano Donald Trump na eleição presidencial dos EUA, no mês passado. O iene fraco fortalece a competitividade de exportadoras japonesas, como as montadoras.
No setor automotivo, destacaram-se as ações da Mazda (+1,15%), da Honda (+0,55%) e da Nissan (+0,44%).
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia