Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 13 de dezembro de 2016. Atualizado às 21h49.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Mercado de Capitais

Notícia da edição impressa de 14/12/2016. Alterada em 13/12 às 21h26min

Dólar fecha em baixa de 0,62%, e Ibovespa registra leve alta de 0,17%

O dólar recuou frente ao real ontem, beneficiado pelo atuação do Banco Central (BC) e aprovação da PEC do Teto de Gastos no Congresso. No mercado à vista, a divisa dos EUA fechou em queda de 0,62%, aos R$ 3,3262, no menor nível desde 9 de novembro (R$ 3,2232). Esta foi a sétima baixa consecutiva, período em que acumulou recuo de 4,19%. De acordo com dados registrados na BM&FBovespa, o volume de negócios totalizou US$ 2,055 bilhões.
A validação da PEC do Teto, em segundo turno no Senado, já era aguardada pelo mercado. Por isso, houve arrefecimento da baixa, atribuído, em parte, à realização de lucros. Em pressão contrária à realização de lucros, veio a atuação do Banco Central durante a tarde desta terça-feira. A divisa norte-americana aproximou-se das mínimas, enquanto eram ofertados até US$ 4,2 bilhões, distribuídos a critério do BC, em dois "leilões de linha". Essas operações, de venda de dólares com compromisso de recompra, tinham por objetivo a rolagem para os vencimentos de janeiro.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia