Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 13 de dezembro de 2016. Atualizado às 21h49.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

agronegócios

Notícia da edição impressa de 14/12/2016. Alterada em 13/12 às 20h57min

Aprovado projeto que amplia público isento da emissão de NF-e

Por 40 votos a favor e apenas um contra, a Assembleia Legislativa aprovou ontem o Projeto de Lei nº 34/2015, do deputado Elton Weber (PSB), que equipara o limite de enquadramento de microprodutor rural ao de microempreendedor. O teto de renda anual sobe de 15 mil UPFs (unidade padrão fiscal) para 25,2 mil UPFs, ou de R$ 257.161,50 para R$ 432.031,31. A matéria segue para sanção do governador José Ivo Sartori.
O principal benefício é que o agricultor que obtiver a nova classificação fica isento da obrigatoriedade de emissão da Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) até 2019. O deputado lembra que a grande maioria das propriedades gaúchas não tem hoje condições de cumprir a regra devido à precariedade ou ausência de sinal de telefonia e Internet no campo.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia