Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 13 de dezembro de 2016. Atualizado às 20h50.

Jornal do Comércio

Colunas

COMENTAR | CORRIGIR
Roberto Brenol Andrade

Palavra do Leitor

Notícia da edição impressa de 13/12/2016. Alterada em 13/12 às 21h52min

Ex-presidentes

O Brasil tem sido benevolente com maus administradores, até os premia, e é muito cruel para com os trabalhadores e os empreendedores. O governo do cassado presidente Fernando Collor (PRN, 1990-1992) resultou em 3 mil falências e em 7 milhões de desempregados. O de Dilma Rousseff (PT, 2011-2016), na quebradeira de 100 mil empreendimentos e no desemprego de mais de 12 milhões de trabalhadores. No entanto, Collor hoje é senador da República, com emprego por oito anos, alto salário e mordomias, e Dilma viaja até para o exterior, dizendo-se vítima de golpe, mas assessorada por oito funcionários (motoristas, auxiliares e seguranças) pagos por nós, vitaliciamente. (Sérgio Becker, Porto Alegre)
Marchezan
O prefeito eleito de Porto Alegre, Nelson Marchezan Júnior (PSDB), não deveria ter proibido o atual prefeito, José Fortunati (PDT), de antecipar o IPTU. Isso foi feito por 28 anos, por vários governos de vários partidos. Agora, o funcionalismo municipal está furioso com o prefeito que só irá assumir em janeiro. O dinheiro, prefeito Marchezan, não é da atual administração, nem da sua, é da prefeitura. (Silvio Bacellar, Porto Alegre)
CCs
Já que estão tão irritados com os famosos cargos em comissão, os populares CCs, sugiro ao atual prefeito José Fortunati que demita todos os citados 1.100 comissionados. Eles podem ser demitidos "ad nutum", ou seja, sem motivo. Essa demissão geral poderia ser publicada no último dia útil de 2016, no Diário Oficial de Porto Alegre. Aí, a partir de 2 de janeiro, caberia ao novo prefeito Machezan nomear aqueles que quiser. Bem menos, muito menos, aliás, é claro, segundo a sua promessa. (Nair Belmonte, Porto Alegre)
Prefeitura
Enxugar secretarias sem verificar o trabalho de cada uma, aqui em Porto Alegre, poderá ser um autêntico "tiro no pé" do novo prefeito, Nelson Marchezan Júnior. O Dmae (Departamento Municipal de Água e Esgotos), que é uma autarquia há 50 anos e tem receita própria, ser rebaixado é um erro. E dele saiu o DEP (Departamento de Esgotos Pluviais), que voltará para lá! Muita confusão. (Célia Ferraz, Porto Alegre)
Elis
Muito bom o filme Elis, sobre a vida da famosa "Pimentinha", a gaúcha Elis Regina. Uma pena que o seu início, aqui em Porto Alegre, no programa radiofônico "Clube do Guri", do saudoso Ary Rego, não aparece. Mas o filme é bom, a artista principal é não só parecida com a Elis como tem boa interpretação. Disseram que algumas músicas é ela mesma quem canta no filme, sem ser dublada. Será? (Valter de Paula Soriano, Porto Alegre)
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia