Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 18 de dezembro de 2016. Atualizado às 16h10.

Jornal do Comércio

Colunas

COMENTAR | CORRIGIR
Affonso Ritter

Observador

Notícia da edição impressa de 12/12/2016. Alterada em 11/12 às 23h39min

Aposentadoria aos 65 anos

A proposta de reforma da Previdência Social encaminhada pelo governo ao Congresso Nacional estabelece a idade mínima de 65 anos de vida para aposentadoria, aliás, adotada por vários sistemas oficiais no mundo inteiro. E por que 65 anos? Quem buscou a resposta a esta questão foi o ex-diretor-geral da Luterprev, Éverson Oppermann em pesquisas feitas para sua dissertação de mestrado. Segundo ele, isso se deve à idade que o Chanceler Bismarck tinha quando implantou o sistema de previdência oficial na Alemanha, em 1889. Na realidade, o sistema alemão previa a aposentação aos 70 anos e Bismarck tinha 74 anos na ocasião.
A compra antecipada
O número de consumidores que pretende comprar o presente de Natal com duas semanas de antecedência é, neste ano, maior do que nos anos anteriores. Segundo pesquisa encomendada pela CDL POA e Sindilojas Porto Alegre, houve um acréscimo de 10 pontos percentuais, passando de 30 para 40%, entre os consumidores.
Maior revenda Apple
A rede de lojas iPlace inaugura na manhã da próxima sexta-feira a maior revenda Apple da América Latina no shopping Iguatemi Porto Alegre. Subsidiária do grupo Herval de Dois Irmãos, iPlace está em 19 estados e Distrito Federal com 102 lojas, sendo 38 iPlace, 64 iPlace mobile e uma consolidada e-comerce.
O sucesso da franquia
A Croasonho, nascida na cidade de Caxias do Sul em 1997, potencializou-se no mercado gastronômico nacional e hoje já está em 16 estados e mais de 70 lojas. Com vistas à sua expansão, inaugurou em 2000 a primeira loja na praia de Atlântida e nove anos depois, em 2009, remodelou a empresa, adotando o sistema de franquia.
A cachaça em bálsamo
A Weber Haus de Ivoti fecha 2016 com lançamento único: uma cachaça envelhecida durante um ano em barris de bálsamo. A bebida orgânica possui aroma típico, suave e bastante característico, lembrando erva-doce, especiarias, cravo e anis, segundo o diretor Evandro Weber. Tendência mundial, cada vez mais a Weber Haus investe em sua linha de produtos orgânicos.
Feira ecológica volta ao pátio
A Feira da Cultura Ecológica, do Menino Deus, em Porto Alegre, volta nesta quarta-feira ao seu local de origem, no pátio da Secretaria Estadual da Agricultura. Depois de investir R$ 40 mil em nova cobertura do galpão onde historicamente funcionava até o acidente que vitimou um trabalhador, que caiu do telhado para reparar um estrago. Neste período, os feirantes foram transferidos para um espaço do Centro Estadual de Treinamento Esportivo (Cete) da Gonçalves Dias, ao preço de R$ 8 mil mensais pelo aluguel da estrutura, bastante precária, já que não havia acesso a banheiros, garantia de segurança nem espaço para guardar os estoques.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
LUIS 18/12/2016 10h00min
JÁ IMAGINARAM UM ELETRICISTA TRABALHANDO ATÉ OS 65 ANOS DE IDADE,UM LIXEIRO,UM GARI,UM AMBULANTE,UM PEDREIRO,ISSO SEM FALAR DO TEMPO DE CONTRIBUIÇÃO QUE SERIA DE 49 ANOS,PARA RECEBER O TETO ATERIA QUE COMEÇAR A CONTRIBUIR AOS 16 ANOS DE IDADE.ABSURDO!
Paulo Gazzana 12/12/2016 21h39min
O RGPS Urbano é superavitário, mesmo considerando as renúncias previdenciárias que surrupiaram R$ 558 bilhões da Previdência. A reforma de Previdência internou na UTI o paciente sadio. O problema está no RGPS-Rural e no RPPS dos servidores públicos que são os únicos deficitários. Mexer no RPPS é impossível, o governo é covarde. O setor rural recebe sem contribuir, não é previdência. Assim, resta restrigir os direitos e castigar o setor urbano que fará o papel de mocinho injustiçado.
Paulo Gazzana 12/12/2016 21h32min
A idade mínima de aposentadoria poderia ser de 95 anos, mas o Brasil precisaria mudar muito. Quantos empresários mantém funcionários acima dos 55/60 anos? Quantos de nós contratam para serviços domésticos pessoas de 60 anos? O que vai acontecer é que no final da vida, a pessoas serão demitidas, viverão de "bicos", contribuirão com menos e reduzirão a sua aposentadoria, mesmo que tenham passado a maior parte da vida contribuindo sobre o teto. É enriquecimento ilícito do governo, com certeza.