Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 13 de dezembro de 2016. Atualizado às 11h15.

Jornal do Comércio

Colunas

COMENTAR | CORRIGIR
Fernando Albrecht

Começo de Conversa

Notícia da edição impressa de 12/12/2016. Alterada em 12/12 às 10h35min

Comitê de recepção

CRISTIANO GUERRA/DIVULGAÇÃO/JC
Neste fim de semana, o secretário estadual da Segurança Pública, Cezar Schirmer (PMDB), acompanhado do deputado estadual Frederico Antunes (PP), anunciou, em Uruguaiana, uma série de medidas na área da segurança pública da região. Além disso, formou-se uma força-tarefa composta de diversas instituições e secretarias, além da Receita Federal, para receber 1,5 milhão de turistas esperados até março de 2017, que devem entrar via Uruguaiana.

Fim da novela

A construção civil ganhou uma excelente notícia de fim de ano: o fim da restrição a novos edifícios no entorno do aeroporto Salgado Filho. No caso da Anita Garibaldi, a situação era tão restritiva que a prefeitura teve que pedir autorização da Aeronáutica para fazer a trincheira da rua. É uma obra subterrânea, logo, não afeta o espaço aéreo. Entretanto, a altitude do terreno era superior à permitida no raio de 3,5 km da pista do aeroporto, que é a área mais baixa da cidade. Reportagem na página 12.
 

A grande faxina

O sentimento generalizado de que houve metástase na corrupção no País, e de que a atual sensação de fim de mundo e de depressão que toma conta da sociedade ao ver esse câncer tomar conta do corpo inteiro, de alguma forma precisa ser encarado pelo lado bom. Se aqui estamos acabrunhados, importantes analistas mundiais acham que agora o Brasil tem um futuro pela frente e nos admiram por isso.

Resistindo à extinção

Cerca de 50 antigos profissionais de emissoras de rádio da Capital, autodenominados dinossauros, reuniram-se sábado em encontro de confraternização. Estavam lá locutores, apresentadores, narradores entre outros. Curiosidade: não apareceu nenhuma dinossaura.

Barbárie rodoviária I

Quem demanda a Metade Sul do Estado via BR-116 fica horrorizado. Como pode um País ainda não ter duplicado a rodovia, obra que caminha com andar de tartaruga artrítica? Longas filas de caminhões exigem dos automóveis coragem ou resignação para ultrapassá-los, e numa pista cheia de remendos e imperfeições.

Barbárie rodoviária II

É uma coisa de louco. No final dos anos 1950, o Brasil optou pelo chamado rodoviarismo, abandonando ou deixando de investir em outros modais, como as ferrovias. Neste caso, como o governo não tinha (nem tem) dinheiro, a privatização não adiantou. A ALL recebeu mais de 5 mil quilômetros de trilhos e só opera efetivamente 1,5 mil.

O processo

Como no livro de Franz Kafka. A prefeitura da Capital retirou, no sábado, os sem-teto arranchados no viaduto Otávio Rocha, uma entidade pretende processar o Executivo por danos morais e apropriação indébita. Está bem assim ou queres mais pimenta no vatapá?

O peixe chinês...

O maior produtor mundial de peixe brasileiro é a China. Essa foi uma das afirmações do cientista político Marcos Troyjo, que foi palestrante juntamente com José Ernesto Bologna, no encontro Brasil de Ideias da Revista Voto. Ambos analisaram os cenários geopolíticos e o que esperar do mundo principalmente se Donald Trump realmente cumprir suas promessas.

...pescado no Brasil

Há cerca de 20 anos, contou Marcos Troyio, "cientistas" chineses vieram ao Brasil para estudar a nossa piscicultura. Recolheram alevinos de várias espécies com melhor sabor e produtividade e os reproduziram em criatórios. Então hoje você come lá tilápias, pacus e outros. Enquanto isso, nós importamos o panga do poluído delta do rio Mekong, no Vietnã.

Por falar em aeroporto...

...o prefeito de Passo Fundo, Luciano Azevedo (PSB), quer ampliar o terminal do município no seu segundo mandato. A medida, segundo ele, alavancaria muito a cidade economicamente.

Miúdas

  • ASSOCIAÇÃO dos Oficiais da Brigada Militar divulga amanhã/14h/Plaza São Rafael Raio X da Segurança Pública em Porto Alegre.
  • SEU Raul Anselmo Randon abriu mais um negócio: loja boutique Spaccio RAR dos produtos da marca, em Vacaria.
  • NÃO caminhamos sós. São 10 os estados com dificuldades para pagar a folha, 12 que não sabem como pagar o 13º.
  • CIA diz que Rússia enviou ao WikiLeaks documentos hackeados do Partido Democrata. Até tu, Putin?
  • AR-condicionado no máximo e fungos nos dutos são um problema de saúde pública em Porto Alegre.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Paulo Gazzana 12/12/2016 22h03min
Em Lisboa, por exemplo, os bondes ainda trafegam sobre trilhos. Em algumas ruas observa-se o recapeamento asfáltico recente e os trilhos intactos, limpos, mesmo não havendo bondes naquele trecho. Quando quiserem usar bondes, estará tudo pronto. Portugal, hoje, é o mínimo que o Brasil deveria ter sido e não foi. Portugal também adotou as rodovias, mas mantém os trens, bondes, navegação fluvial e marítima, aeroportos, etc. Burro foi e é o brasileiro, entre os quais, infelizmente, me incluo.