Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 01 de janeiro de 2017. Atualizado às 21h23.

Jornal do Comércio

Panorama

COMENTAR | CORRIGIR

acontece

Notícia da edição impressa de 02/01/2017. Alterada em 30/12 às 15h06min

Produções autônomas no cinema

Cineastas independentes têm até 15 de janeiro para se inscrever na Mostra Sesc de Cinema 2016/2017 pelo site oficial www.sesc.com.br/mostradecinema. A iniciativa promove a difusão da produção cinematográfica brasileira que não é exibida em circuitos comerciais e contribui para a promoção e o lançamento de artistas. Curtas e longas-metragens de produtores nacionais já finalizados serão avaliados em duas fases. Na primeira parte da seleção, serão exibidos os filmes selecionados de cada estado. Dessa forma, serão definidos os que irão para a segunda etapa das seletivas e os que participarão da Mostra Nacional, composta por 30 filmes dos quais dois deles serão longas e quatro curtas de cada região brasileira.
Como premiação, os filmes da segunda fase assinam um contrato de licenciamento para exibição nos projetos do Sesc, em âmbito estadual, e os escolhidos para a Mostra Nacional, para exibição pública em todo o País. A avaliação será feita por uma comissão com profissionais e especialistas das áreas de cultura e de cinema. Além de escolher os melhores trabalhos, a Mostra elege os destaques em dez categorias: melhor roteiro, filme, direção de fotografia, desenho de som, direção de arte, direção de elenco, montagem, atriz e ator.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia