Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 28 de novembro de 2016. Atualizado às 15h03.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

ESTADOS UNIDOS

Alterada em 28/11 às 16h06min

Trump ameaça encerrar reaproximação com Cuba

O presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, pode cancelar a reaproximação do país com Cuba, iniciada pelo governo de Barack Obama.
Em um comentário publicado em seu perfil no Twitter nesta segunda-feira, o republicano afirmou que irá "exterminar" o reatamento dos laços diplomáticos e das relações entre as duas nações caso "Cuba não ofereça um acordo melhor para o povo cubano, os norte-americanos de descendência cubana e os EUA como um todo".
No entanto, o alerta de Trump pode enfrentar a oposição de parte dos deputados de seu próprio partido e de líderes empresariais, que enxergam a reaproximação como Boa para os negócios e a melhor forma de forçar o governo em Havana a mudar.
Em um comentário feito na semana passada, o senador republicano Jeff Flake afirmou que um retrocesso da política externa da Casa Branca para isolar Havana e restringir o comércio e as viagens farão dos EUA "um bode expiatório conveniente para as políticas socialistas". 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia