Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 22 de novembro de 2016. Atualizado às 12h18.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

ESTADOS UNIDOS

Alterada em 22/11 às 13h21min

Trump não deseja prosseguir com investigações sobre e-mails de Hillary Clinton

A coordenadora da campanha de Donald Trump à presidência dos Estados Unidos, Kellyanne Conway, afirmou que o presidente eleito dos EUA indicou que não deve prosseguir com as investigações sobre os e-mails da democrata Hillary Clinton, rival de Trump durante as eleições.
Em entrevista à rede de TV MSNBC, Conway afirmou que Trump está firmando parcerias com os republicanos do Congresso para que evitem pedir por mais investigações sobre o caso. "Ele não deseja prosseguir com essas acusações", disse Conway.
Dias antes, Trump afirmou à rede de TV CBS que não deseja recomendar acusações sobre Clinton ao Departamento de Justiça. "Se Donald Trump puder ajudá-la, talvez seja uma boa coisa", afirmou a coordenadora da campanha.
Durante as eleições, Trump prometeu colocar a rival democrata "na prisão" quando se referia ao assunto.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia