Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 14 de novembro de 2016. Atualizado às 12h19.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

venezuela

Alterada em 14/11 às 13h21min

Maduro prorroga estado de exceção na Venezuela por mais 2 meses

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, prorrogou por mais 60 dias o estado de exceção e de emergência econômica do país, em vigor desde janeiro. É a quinta ampliação promovida por Maduro, de acordo com a rede de TV britânica BBC.
"Prorrogo, constitucionalmente, o estado de exceção e emergência econômica em todo o território nacional para continuar governando e enfrentando a guerra econômica e apoiando a população venezuelana", disse Maduro em seu programa na televisão.
O presidente venezuelano também descartou novas eleições. Segundo Maduro, "ninguém deveria ficar obcecado por processos eleitorais que não estão na Constituição".
Segundo a BBC, Maduro acusou os empresários venezuelanos e a oposição de causarem uma "guerra econômica" que resultou na escassez de alimentos, remédios e produtos básicos.
A decisão do presidente venezuelano foi tomada um dia depois de grupos do governo e da oposição tentarem entrar em consenso para resolver a crise política e econômica do país. O mandato de Maduro termina em 2019.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia