Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 29 de novembro de 2016. Atualizado às 09h33.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

acidente

29/11/2016 - 10h11min. Alterada em 29/11 às 10h34min

Após ser resgatado com vida, goleiro Danilo morre em hospital

O goleiro Marcos Danilo Padilha, que havia sido resgatado com vida, morreu no hospital, segundo informações da Cruz Vermelha e da imprensa local. Ele havia sido levado para a San Vicente Fundación, junto com o goleiro Follmann. Danilo era um dos 81 passageiros que estavam no voo que levava a equipe da Chapecoense para a disputaria da final da Copa Sul-Americana contra o Atlético Nacional, da Colômbia. O avião caiu nas proximidades de Medellín, pouco antes de chegar ao seu destino, e deixou ao menos 76 mortos.
Ate então, a aviação civil colombiana afirmava que haviam seis sobreviventes da tragédia: Alan Ruschel, lateral do time; Danilo, goleiro; Jackson Follman, goleiro; Ximena Suárez, comissária de bordo; Rafael Henzel, jornalista; e Erwin Tumiri, técnico da aeronave. Não há informações sobre a situação de saúde desses sobreviventes.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia