Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 24 de novembro de 2016. Atualizado às 11h43.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

justiça

24/11/2016 - 10h46min. Alterada em 24/11 às 12h44min

Interrogatório de Ricardo Neis é refeito após cochilo de jurada

Previsão é que o julgamento de Ricardo Neis (de branco) termine até o início da noite desta quinta

Previsão é que o julgamento de Ricardo Neis (de branco) termine até o início da noite desta quinta


MARCELO G. RIBEIRO/JC
Isabella Sander
Depois de quase uma hora de interrogatório, o bancário Ricardo Neis, que atropelou 17 ciclistas em fevereiro de 2011, precisou ser interrompido por um motivo atípico - uma das juradas que compõe o Tribunal de Júri encarregado de decidir pela condenação ou absolvição do réu no Tribunal do Júri cochilou durante o depoimento.
Este é o segundo dia de julgamento do caso. Após o interrogatório, a defesa e a acusação terão três horas para apresentar suas teses. Depois, caso a promotoria solicite réplica, haverá mais uma hora para a acusação e outra para a tréplica da defesa. Por fim, o Tribunal do Júri de reunirá para tomar a decisão final ainda hoje. A previsão é de término do julgamento até o início da noite.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia